quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Ofertas tentadoras

Volta e meia o mundo nos aparece com alguma “oferta tentadora”, que nos cobrirá de recompensas e vantagens ou mudará nossas vidas para sempre.

Não quero nem discutir a "honestidade" dessas “chances de ouro”, mas ofertas que prometem céus e terras costumam ser apenas gatos tentando se passar por lebres.
Oportunidades extraordinárias existem, mas é bom lembrar que são raríssimas e nem chegam a ocorrer na vida da maioria das pessoas.

Sabe aquele emprego hiperespetacular, com um salário nas alturas, que você não vai ter nem que bater ponto e pode até escolher seu próprio horário de trabalho?

Sabe aquele par romântico que você conheceu ontem na internet e hoje já lhe despertou com animações de beijos, pássaros e flores no seu celular, que você quer acreditar que é tudo que você sonhou e mais alguma coisa?

Sabe aquele negócio da China, em que você vai ganhar dez vezes o que investir sem ter que fazer praticamente nada, além de depositar dinheiro na conta de alguém que vai fazer a multiplicação dos pães?

Sabe aquele curso superior ou de pós-graduação que você termina em noventa dias ou menos, e já recebe o diploma registrado no MEC?
Tudo bem. Pegue o emprego, namore a pessoa, ponha sua grana no negócio, faça o curso superior completo em apenas dois meses e meio. Mas, por precaução, ponha o seu capacete de segurança porque a casa tem tudo para cair a qualquer momento.

Não é que as coisas devam ser sempre suadas, mas tudo que é fácil demais acaba sempre ficando muito difícil. Tudo que promete muito, acaba dando (muito) pouco, isso quando não nos toma até o pouco que a gente tem.

Para levar uma vida digna, a maioria absoluta das pessoas tem que enfrentar um exército islâmico por dia. Mas se você acha que ética é coisa de babaca, que vale a pena seguir o modelo de “vida fácil” dos nossos políticos, vá em frente: faça com o diabo os acordos que quiser mas não se esqueça que, mais cedo ou mais tarde, ele virá buscar sua alma.

Ah, sei. A impunidade... E tantos que se safam e ficam bem para o resto da vida. Mas compensa viver sem ética, sabendo que para estar onde você está foi preciso passar por cima de muitos princípios e de muitas pessoas?

Agora, se há uma coisa que me deixa cheia de esperança na justiça é a justiça da vida, que vem sempre, inexoravelmente, mesmo que falhe a justiça dos ômis. A justiça da vida não tarda, não falha e recebe, com sutileza e elegância, as dívidas mais polpudas que alguém tenha contraído com o banco do Universo, sem nenhuma intenção de pagar...    


Nenhum comentário:

Postar um comentário