sábado, 10 de setembro de 2016

Ô! Se entendo...



- Por que você é assim?
- Assim como?
- Diferente, ué!
- Diferente de que?
- Diferente de todo mundo. Muito “na sua”...
- Você acha, é?
- Eu? Acho sim. Eu e todo mundo.
- Todo mundo?
- É. Todo mundo que te conhece, que convive com você.
- Sei. Você está querendo dizer que eu não sou uma pessoa “normal”, não é isso?
- Não! Eu não disse que você não é uma pessoa normal. Você só não é uma pessoa comum.
- Entendi. Mas o que é uma pessoa comum?
- Ora, uma pessoa comum é alguém que age como todo mundo, que não é diferente, que faz tudo normal como todo mundo faz, entende?
- Ô! Se entendo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário